Porque Sim

Domingo, 12 de Outubro de 2008

Tinha decidido não enveredar muito pelo que se está a passar à minha volta, principalmente a nivel politico pois é uma área um pouco sensivel.

Mas hoje não resisti a dar a minha opinião sobre um título que li no jornal Correio da Manhã.

Assim , para lá de continuar a sentir-me doente e atordoada com a constipação, aqui estou a ver as letras a dançarem um pouco sobre os meus olhos, mas decidida pela primeira vez a comentar uma frase politica.

Habitualmente gosto de ler as noticias para saber o que se passa à volta do mundo e não só. Vejo o tempo na net, leio alguns blogs de amigos meus e leio os jornais desportivos.

Nunca fui uma grande apreciadora do Correio da Manhã, pois a maior parte das noticias não deixam nunca de girar à volta do tio que matou a sobrinha, do pai que violou a filha e de uma série de desgraças, que desde que este jornal existe foram sempre assunto diário. Não que não tenham a sua importância, mas muitas das vezes o intuito mais do que informar é escrever de forma a sensibilizar de tal forma para a desgraça alheia, que à quem fique indisposto. Diria que isto é jornalismo para as massas.

Mas voltando ao que me leva a escrever é uma frase que li numa das últimas páginas do jornal Correio da Manhã, não me recordo se de sexta-feira ou de sábado.

Fátima Felgueiras, sim ...esta senhora diz" inocentemente" esta frase: "Nunca menti na Vida, por isso estou tranquila". Permitam-me que dê uma bruta gargalhada.

Até eu, que não sou politica, tenho, uma vez por outra, de mentir, principalmente quando me atraso com o jantar ou com o almoço, enfim...

A senhora sente-se naturalmente protegida ou quanto mais não seja, sabe que para lá dela, muitos outros devem ter feito o mesmo, embora como é óbvio, foram mais cautelosos e inteligentes. Revolta-me verificar que Fátimas Felgueiras, Vales Azevedos, Valentins Loureiros, e quantos mais, continuem a mentir descaradamente, a gozar descaradamente nas nossas caras, e a justiça continua tão cega e presa por arames que só servem os interesses destes e doutros senhores que mais não fazem que comer o nosso pão e gozar com o suor do trabalho de todos nós.

Porque é disto que se trata, os pacóvios, trabalham, lutam no dia-a-dia para que nada falte em casa, continuar de cabeça erguida, e estes senhores gozam na nossa cara com frases como esta "Nunca Menti na Vida".

Por isso tenho pena que um dia não se verifique um tornado, ou furacão e que todos estes senhores tivessem dentro de uma casa a combinar qualquer golpe, (para nós os mortos -vivos, já tanto faz) e que essa casa caísse com estrondo. Nós, os simples mortais, ressuscitariamos.

Perdoem-me o meu post de hoje, mas como disse no inicio, sinto-me febril e doente.

sinto-me: inconformada
publicado por alzirota às 16:57

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
15
16

19
20
22
23
24

27
29


Últ. comentários
Parabens Para a Ana para os Avos, e bem Vindo Ant...
Amiga boa tarde.Nos conheçemos desde sempre, e ain...
Olá amiga!Aqui estou eu para te deixar um sorriso ...
Amiga sem palavrasSem palavras mesmoBeijo
obrigado, e todos os sitios são sempre os adequado...
Amiga não é o sitio mais indicado mas aqui vai os ...
opá, essas coisas não se dizem. Fazem-se.AHHHHHHHH...
Tou cm saudades daquele strip, lembras? Bjinhos
Obrigado.É sempre gratificante para mim, saber que...
Boa tarde amigaEsta lindo parabens, esta com um es...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro