Porque Sim

Terça-feira, 16 de Setembro de 2008

Então aqui estou pronta a descrever um pouco da passagem do livro com o título "Que Horror! Chamaram-me Senhora! "da escritora Sarah Glattstein Franco.

Para mim tem sido delirante a leitura deste livro.

"Descoberta"

Fazer quarenta anos é fabuloso.Olho-me ao espelho e repito-o lentamente.Quarenta.QUARENTA. Aproveito a primeira sílaba para apreciar o movimento dos lábios.Quarenta, Alibabá e os quarenta ladrões.Em 1940, Hitler entra em Paris.Durante quarenta anos, os judeus vaguearam no deserto.Até 40 de Maio, não desistas...

Na realidade não foi hoje que fiz quarenta anos, mas sim há uns meses atrás quando um tipo (quero dizer, aquele jovem e delicado estudante de Economia) apanhou do chão a confusão de papéis e cadernos que provocou  com a sua correria. De olhos azuis, baixou-se sobressaltado, dizendo, desculpe minha senhora, não se incomode, a sério, eu apanho, minha senhora...

Fiquei petrificada.Não podia acredtar.

MINHA SENHORA! SENHORA, EU!

Olha para mim desgraçado, põe-te quieto e olha para mim, diziam os meus olhos enquanto um balão de banda desenhada por cima da minha cabeça dizia:OLHA-ME PARA AS PERNAS E NÃO ME CHAMES SENHORA!

QUE ME ACONTECEU?!!! voltei-me para confirmar na montra de uma loja que ainda estava na mesma: não muito baixa, não muito gorda, não muito feia...a mesma mulher para quem dezenas de rapazes como aquele (enfim, três ou quatro) tinham olhado, desejado e cortejado até ontem.Que se passava hoje ?

MEU DEUS, QUE GERAÇÃO!

É que no manual que nos deram assim que nascemos estava tudo bem explicado: mesmo olhando atenta e lascivamente para o nosso homem, nenhuma de nós seria capaz de ver nem a sua cintura, nem os seus músculos e a muito custo distinguiríamos entre os seus ombros quadrados e o seu peito peludo.Amen.

Mas o manual não era mau, pelo contrário, era excelente. O que nós queríamos desesperadamente era que o nosso homem grisalho nos seduzisse pela sua inteligência e imprevisibilidade e nunca (Deus nos Livre) pelo seu peito peludo.

Milagrosamente, conseguíamos." Aqui termina a passagem deste capítulo.

Espero que tenham gostado.

 

sinto-me: Jovem
publicado por alzirota às 19:37

De venhammaiscinco a 18 de Setembro de 2008 às 15:55
Também eu já ultrapassei o número mágico... há um ano e um mês atrás... Para não entrar nos 'entas', prefiro dizer que tenho 'quarinta e um' e assim alimento a ilusão de que ainda permaneço nas décadas anteriores.
No entanto, a verdade é que a idade não me perturba assim tanto, na medida em que ainda não me senti a perder capacidades relevantes. Se faço uma noitada, no dia seguinte não posso com a cabeça, é verdade. Já me esqueço de alguns dos aniversários dos amigos - mesmo dos muito próximos. Tenho partes do meu corpo onde a gravidade actua em excesso... ok... concordo... Mas continuo a ter projectos de vida, a acordar todos os dias com um propósito interessante, a planear as próximas duzentas viagens que quero fazer, a aprender, a aprender, a aprender,... e isso é o que basta para, ao olhar-me no espelho, dizer para comigo 'Gosto de ti, miúda!', mesmo que os outros já me chamem de 'minha senhora'...
Só foi pena hoje ainda não me ter cruzado com o rapaz de olhos azuis... Mas o dia ainda não acabou


mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2008
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
13

15
17
20

21
22
23
25
27

28
29


Últ. comentários
Parabens Para a Ana para os Avos, e bem Vindo Ant...
Amiga boa tarde.Nos conheçemos desde sempre, e ain...
Olá amiga!Aqui estou eu para te deixar um sorriso ...
Amiga sem palavrasSem palavras mesmoBeijo
obrigado, e todos os sitios são sempre os adequado...
Amiga não é o sitio mais indicado mas aqui vai os ...
opá, essas coisas não se dizem. Fazem-se.AHHHHHHHH...
Tou cm saudades daquele strip, lembras? Bjinhos
Obrigado.É sempre gratificante para mim, saber que...
Boa tarde amigaEsta lindo parabens, esta com um es...

blogs SAPO


Universidade de Aveiro